Monday, Sep 23rd

Last update:11:32:16 PM GMTTT

Headlines:

Voce esta na pagina: Principal CICLISMO - MTB NOTÍCIAS - MTB Jovens praticam downhill próximo à rota de fuga de traficantes da Vila Cruzeiro
 

Jovens praticam downhill próximo à rota de fuga de traficantes da Vila Cruzeiro

Moradores da Penha e de bairros vizinhos voltaram a viver dias de pura adrenalina próximo ao matagal por onde traficantes fugiram, em novembro, na véspera da ocupação policial na Vila Cruzeiro. Bem perto daquele trecho, na Serra da Misericórdia, um comboio de jovens e adultos da região, com idades entre 15 e 30 anos, começou a chamar a atenção da vizinhança nos fins de semana. Equipados com capacetes e joelheiras, cerca de 20 pessoas passam o dia no local praticando downhill. De bicicleta, eles descem montanhas e enfrentam obstáculos como pedras e troncos de árvore.

Aluno do 2º ano do ensino médio, Lucas Ferreira, de 15 anos, conheceu o local há apenas um ano, quando começou a praticar o esporte. Logo após a ocupação do Alemão, segundo ele, o grupo chegou a catar cápsulas de balas nas trilhas.

— Essas trilhas ficam no meio de um complexo de bairros, como Penha e Inhaúma, e têm vista para a Vila Cruzeiro, Alemão e um trecho da estrada de terra por onde os traficantes fugiram. Ela dá acesso à comunidade, onde fui criado e, na volta, sempre descemos pela pedreira. Víamos traficantes armados e de moto passando lá embaixo. Mas ninguém mexia com a gente, porque fomos criados ali — conta.

Apesar do pouco tempo de prática, Lucas vem aprimorando o seu desempenho:

— Caía no início, mas, agora, já aumentei a velocidade. Para não cair, é importante ficar atento aos obstáculos e não abusar da velocidade — lembra.

Amigo de Lucas, o aluno do 1º ano do ensino médio Gerson Nunes mora num dos acessos à Vila Cruzeiro e, há seis meses, acompanha os amigos.

Nos fins de semana, eles chegam ao local às 13h e só voltam para casa às 18h.

— A maioria leva mochilas com ferramentas para consertar a bicicleta, se ela quebrar durante a descida, além de biscoitos e muita água — conta.

 

 

Imagens: Marcelo Theobald

Fonte: Bruno Cunha - EXTRA