Tuesday, Jun 18th

Last update:11:32:16 PM GMTTT

Headlines:

Voce esta na pagina: Principal CICLISMO - ESTRADA NOTICIAS - ESTRADA Lauro Chaman e João Schwindt são campeões brasileiros de Para-ciclismo em Brasília
 

Lauro Chaman e João Schwindt são campeões brasileiros de Para-ciclismo em Brasília

Print PDF

Lauro Chaman e João Scwindt brilharam no Campeonato Brasileiro de Para-Ciclismo, realizado neste fim de semana no Autódromo Nelson Piquet, em Brasília (DF).

No sábado, a categoria C5 foi representada pelos atletas da seleção brasileira que venceram na última semana a terceira e decisiva etapa da Copa do Mundo no Canadá. No contra-relógio, João Schwindt (Renove Ciclismo) concluiu o percurso de 16,2 quilômetros, estabelecendo uma média de 47,261km/h.

Na segunda colocação terminou Lauro Chaman (Memorial-Santos) - atual campeão geral da Copa do Mundo de Para-ciclismo - perdendo o primeiro lugar por apenas três segundos. Concluindo o pódio, na terceira colocação, Soelito Gohr (Avulso) terminou à 1m13s.

Chaman se recuperou no domingo e conquistou o bicampeonato na categoria estrada. João Schwindt ficou na segunda colocação e Soelito Gohr em terceiro. "Estou muito feliz pelo desempenho, e mais feliz ainda em ver a grande evolução que nossa disciplina está passando em função do trabalho da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Os atletas tiveram todo o suporte necessário durante o Brasileiro: transporte, alimentação, hospedagem, tudo bem planejado. Gostaria de agradecer a delegação brasileira de Para-ciclismo pelo apoio também durante a Copa do Mundo e a todos os companheiros de seleção, João Schwindt e Soleito Gohr, que foram fundamentais para meus resultados", comentou Chaman.

Junior Mendes (C1), Welington (C2), Jefferson Ricardo (C3), Daniel Giatti (C4), Eliziário dos Santos (H2), Jady Martins (H2), Elias Touma (H3), Fernando Aranha (H4), Marleide Maria (Tandem), Rodrigo Mandetta (Tandem), foram os outros vencedores no sábado no contra-relógio.

Nas demais categorias da prova de estrada os títulos ficaram com Jefferson Spimpolo (C3), Daniel Giatti (C4), Jady Martins (H2), Eliziário dos Santos (H2), Rafael Rodrigues (H3), Fernando Aranha (H4), Marleide Maria (Tandem), Adalto Xavier (Tandem), Junior Mendes (C1) e Flaviano Eudoxio (C2).

"Tivemos uma participação maior do que no ano passado, o que demonstra um aumento no interesse pela modalidade. Além disso, a organização foi perfeita e tivemos a oportunidade de esclarecer várias questões sobre classificação funcional com um dos maiores especialistas no assunto, o doutor Johnson Nino Soto. Sempre tínhamos que levar nossos atletas para competições no exterior, para que fossem classificados, e pela primeira vez conseguimos fazer isso aqui no Brasil", comemorou Romulo Lazzaretti, coordenador do Para-Ciclismo da CBC.

Jady Martins é revelação para 2016 - A paranaense Jady Martins, de 16 anos, foi a grande revelação do campeonato, com duas medalhas de ouro conquistadas na categoria H2. A ciclista demonstrou talento e dedicação ao esporte.

"Sempre gostei de esportes. Antes mesmo do meu acidente (automobilístico, em 2007) eu gostava de jogar futebol com meninos. Comecei no esporte adaptado no basquete em cadeira de rodas, mas não deu certo. Eu queria mais e meu técnico, percebendo isso, me apresentou ao para-ciclismo. É uma modalidade em que meu resultado depende só de mim. Gosto muito da sensação de liberdade que sinto, quando estou na handbike", revelou Jady, que está na modalidade há oito meses.

Romulo Lazaretti aproveitou para demonstrar sua satisfação ao ver a atleta competindo. "Essa menina é fantástica. Sem dúvida foi a grande revelação deste Brasileiro. Agora vamos trabalhar para que ela possa evoluir" afirmou.

Mundial é o próximo desafio - Os ciclistas da seleção brasileira se preparam agora para disputar entre os dias 8 e 11 de setembro o Campeonato Mundial em Roskilde na Dinamarca. Lauro Chaman, atual campeão da Copa está motivado para novas conquistas.

"Estamos com um grupo muito forte e vamos trabalhar duro para trazer mais uma medalha para o Brasil. Independente do atleta que conseguir esta medalha, o Brasil estará muito bem representado" afirmou Lauro.

Classes do paraciclismo

LC - Locomotor Cycling (ciclismo para deficientes de locomoção)

LC1 - Atletas com pequeno prejuízo em função da deficiência. Normalmente nos membros superiores.

LC2 - Esta classificação se aplica aos atletas com prejuízo físico em uma das pernas. Pode ser utilizada prótese para competição.

LC3 - Os competidores pedalam com apenas uma perna e não podem utilizar próteses.

LC4 - É a categoria que apresenta os atletas com maior grau de deficiência. Normalmente pessoas com amputação em um membro superior e um inferior.

Tandem - Para ciclista com deficiência visual ( B1, B2 e B3 ). A bicicleta tem dois assentos e ambos ocupantes pedalam em sintonia. Na frente, vai um ciclista não-deficiente visual e no banco de trás vai o atleta com deficiência visual.

Handbike - Para atletas paraplégicos que utilizam bicicleta especial impulsionada com as mãos.

 

Imagens: Exemplos/CPB

Fonte: Vinícius Cabral - Mtb.: 47.121 / Wesley Kestrel (CBC)