Thursday, Sep 21st

Last update:11:32:16 PM GMTTT

Headlines:

Voce esta na pagina: Principal CICLISMO - ESTRADA NOTICIAS - ESTRADA Flávio Santos voa no contra-relógio e esquenta disputa do Tour do Brasil - Volta Ciclística de SP
 

Flávio Santos voa no contra-relógio e esquenta disputa do Tour do Brasil - Volta Ciclística de SP

Print PDF

Flávio Santos foi imbatível na prova de contra-relógio disputada nesta terça no Parque Ecoesportivo Dahma, em São Carlos. Baiano, como é conhecido o ciclista da equipe Funvic/Pindamonhangaba, alcançou média de 44,6 km/h e completou o percurso de 23 quilômetros 52 segundos mais rápido do que o segundo colocado, o argentino Edgardo Simon, da Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba. Toda essa superioridade surpreendeu ao próprio atleta. "Eu não me considero um especialista em contra-relógio e esperava ficar entre os cinco. Foi uma excelente surpresa, depois do que aconteceu ontem [segunda]".

Na chegada a São Carlos, segunda-feira, Baiano estava com enorme vantagem sobre o pelotão, numa fuga junto com José Eriberto, de Sorocaba, quando seu pneu traseiro furou pela segunda vez faltando 10 quilômetros para a chegada. Na parada para a troca, o companheiro de fuga Eriberto disparou e chegou com uma impressionante vantagem de 1min49s sobre Baiano, que terminou em quarto lugar. Nesta terça, foi a vez do troco. Com 59 segundos de diferença sobre Eriberto no contra-relógio, Baiano reequilibra a disputa e coloca mais emoção na briga pela liderança, mas segue atrás de Eriberto. A vantagem acumulada na segunda etapa ainda deixou o atleta de Sorocaba 1min06s à frente de Baiano na classificação geral.

No contra-relógio os atletas largam sozinhos, com intervalos de um minuto entre si e o vácuo é proibido. Os ventos de mais de 40 km/h que sopraram em todo circuito castigaram os ciclistas. Seis deles foram cortados nesta terça-feira porque fizeram um tempo 30% inferior ao do vencedor.

"Não tem segredo, no contra-relógio o atleta está sozinho e a única saída é fazer muita força o tempo todo", revelou Bendito Tadeu Jr, o Kid, técnico de Pindamonhangaba. Kid contou também que, a partir de agora, a equipe passa a trabalhar em função do Baiano. Depois do contra-relógio, a maioria das equipes já definiu seu primeiro homem, o ciclista que vai receber auxílio de toda a equipe na busca do título individual, que é o mais cobiçado do Tour do Brasil.

"Para ser sincero, o título por equipes fica em segundo plano. Nossa equipe está muito concentrada com o objetivo de defender a camisa amarela do Eriberto", confessa o argentino Edgardo Simon, atleta e técnico do time de Sorocaba, que foi o segundo no contra-relógio e pulou do 10º para o terceiro lugar na classificação geral. José Eriberto, sexto no contra-relógio, concorda com o técnico. "O vento pesou bastante. Economizei um pouco na primeira volta e faltou um pouco no final, mas o importante é que consegui manter a camisa amarela de líder".

Sub-23 e eliminados - William Chiarello, de Rio Claro, décimo no contra-relógio, foi o melhor da categoria sub-23. Ele agora tem 1min34s sobre o segundo em sua categoria, Mauricio Knapp. Dos seis ciclistas eliminados nesta terça por estourarem o tempo, dois eram da sub-23. Com isso, continuam na competição 111 ciclistas, 24 da sub-23.

Caravana ruma a Sorocaba - Na manhã desta quarta, a caravana do Tour Brasil, com mais de 400 pessoas e 125 veículos parte para Rio Claro num trecho neutralizado de 70 quilômetros. As bicicletas serão levadas nos carros e largam só às 11 horas, na avenida Visconde de Rio Claro, para um percurso de 179 quilômetros rumo a Sorocaba.

O Tour passa pelas rodovias Washington Luís, Bandeirantes e Santos Dumont, cruzando as cidades de Santa Gertrudes, Cordeirópolis, Limeira, Santa Bárbara D'Oeste, Sumaré, Hortolândia, Campinas, Salto, Indaiatuba e Itu antes de chegar no Parque das Águas (av. Dom Aguirre), em Sorocaba, por volta de 15h10min. O percurso terá dois prêmios de montanha e duas metas volantes.

O panorama da prova desta quarta-feira já deve ser bastante diferente, com as equipes trabalhando muito por seus atletas principais, principalmente os times de Pindamonhangaba e Sorocaba. "Essa etapa vai ser muito aberta. Minha equipe vai tentar segurar algumas fugas e me colocar em outras, mas o ciclismo é imprevisível, como ficou provado nos dois últimos dias ", disse Baiano, o vencedor em São Carlos.

Resultados da terceira etapa - Contra-relógio em São Carlos - 23 km, média de 44.555 km /h

1- Flávio Santos (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - 30min58s
2- Edgardo Simon ((Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba) - a 52s
3- Elton Silva (São Lucas Saúde/Giant/UAC/Americana) - a 53s
4- Walter Miguel Ribeiro Jr. (Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba) - a 55s
5- Tiago Fiorilli ((Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - a 56s
6- José Eriberto (Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba) - a 59s

Equipes
1 Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba - 1h35min29s
2- Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba - a 11s
3- São Lucas Saúde/Giant/UAC/Americana - a 2min11s

Classificação geral individual - após três etapas
1- José Eriberto (Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba) - 7h18min30s
2- Flávio Santos (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - a 1min06s
3- Edgardo Simon (Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba) - a 3min31s
4- Elton Silva (São Lucas Saúde/Giant/UAC/Americana) - a 3min34s
5- Flávio Reblin (Memorial/Santos/Giant) - a 3min36
6- Walter Miguel Ribeiro Jr. (Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba) - a 3min36s
7- Tiago Fiorilli ((Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - a 3min37s
8- André Pulini (São Lucas Saúde/Giant/UAC/Americana) - a 3min58s
9- Marcos Novello (Memorial/Santos/Giant) - a 4min00s
10- Diego Ares (Memorial/Santos/Giant) - a 4min13s

Por Pontos
1- Flávio Santos (Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - 18 pontos
2- José Eriberto (Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba) - 13 pontos
3- Antonio Nascimento(Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - 12 pontos

Prêmio Montanha
1- José Eriberto (Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba) - 10 pontos
2- Jocemildo Pereira (ADF Liniers/São Paulo) - 6 pontos
3- Antonio Nascimento(Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba) - 5 pontos

Equipes
1- Padaria Real/Caloi/Céu Azul Alimentos/Sorocaba - 22h02min44s
2- Funvic/Marcondes Cesar/Pindamonhangaba - a 1min31s
3- Memorial/Santos/Giant - a 4min40s
4- São Lucas Saúde/Giant/UAC/Americana - a 5min35s
5- Avaí/FME Florianópolis/APGF - a 7min45s

Etapas:
4ª etapa, dia 19 - São Carlos - Rio Claro (neutralizado de 70 km) e Rio Claro - Sorocaba - 179 km (SP 310, SP 348 e SP 075) - largada : 11 horas - chegada: 15h10min

5ª etapa, dia 20 - Sorocaba - Atibaia - 150,2 km (SP 075, 102, 300, 360, 063 e 065) - largada : 7h05min - chegada: 10h30min

6ª etapa, dia 21 - Atibaia - Pindamonhangaba - 183,7 km (SP 65, 70, 123, 132) - largada : 7h05min - chegada: 11h20min

7ª etapa, dia 22 - Pindamonhangaba - Campos do Jordão - 62 km (SP 132, 123, 046, 050) - largada : 7h05min - chegada: 8h35min - Campos do Jordão - Campinas (neutralizado, 250 km)

8ª etapa, dia 23 - Jundiaí - São Paulo - 72 km (SP 330, 348, Marginal Pinheiros) - largada : 7h05min - chegada: 8h35min

Total de competição : 962,3 km
Total percorrido : 1.282,3 (320km neutralizados)

O 8° Tour do Brasil - Volta Ciclística Internacional do Estado de São Paulo 2011 é uma realização e organização da Rede Globo, Yescom, Ideeia, Governo do Estado de São Paulo, Federação Paulista de Ciclismo e Confederação Brasileira de Ciclismo, com transmissão da Rede Globo, SporTV e Globo Internacional. O patrocínio de arena é da Redecard e Fisk Centro de Ensino, com co-patrocínio de Montevérgine e HCor e apoio da Refactor. O apoio especial é da Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo, SecretariaEstadual dos Transportes, Secretaria Estadual de Esportes, Lazer e Turismo de São Paulo, das prefeituras de Marília, Bauru, São Carlos, Rio Claro, Sorocaba, Atibaia, Pindamonhangaba, Campos do Jordão, Jundiaí e São Paulo, Artesp e das concessionárias Dersa, DER, Rota das Bandeiras, Eco Pista, Triângulo do Sol, Colinas, Rodovias do Tietê, CCR Autoban, Centrovias GrupoOHL, CCR. A supervisão é da União Ciclística Internacional , da Confederação Brasileira de Ciclismo , Federação Paulista de Ciclismo e Ideeia.

 

 

Imagens: Marcio Kato

Fonte: Divulgação - ZDL